Thursday, January 19, 2006

CADA COISA EM SEU LUGAR

A cara lavada
Com água e sabão
Camisa rasgada
Agulha e botão.

Berlindes no bolso
O lápis na mão
Cadernos na mala
Manteiga no pão.

O sol no olhar
As pulgas no chão
Gaivotas no mar
Formigas no chão.

A mãe à janela
O pai ao portão
No peito a bater
O meu coração

No peito a bater
O meu coração
No peito a bater
O meu coração.

JOSÉ FANHA, CANTIGAS E CANTIGOS
TERRAMAR

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home